Ilha Comprida (SP), natureza, aventura e atrações o ano inteiro.

Com as últimas dunas ainda intocadas do Estado de São Paulo, 74 km de praias sem poluição, mares de dentro e de fora, muitas opções de passeios e circuito profissional de cicloturismo, a Estância Balneária de Ilha Comprida, no litoral sul paulista, está 100% incluída na Área de Proteção Ambiental (APA) que leva o seu nome. O município impressiona os visitantes pela diversidade de seus atrativos naturais e culturais.

Localizada na porção paulista do Lagamar, a cidade conta com dez mil habitantes, ampla rede hoteleira e uma intensa agenda de eventos o ano inteiro, com destaque para grandes competições outdoor.

Para quem ama pedalar, o Circuito Lagamar SP de Cicloturismo é perfeito para se conhecer as cidades do Lagamar, um dos últimos ecossistemas ainda preservados do litoral brasileiro. Na agenda de eventos, destaque para o Ilha Verão (janeiro e fevereiro) – o maior festival de verão do litoral –, Ilha Blues Festival Internacional e o Ilha Julina. A ilha está preparada para bem receber os visitantes o ano inteiro.

População

Rica vida caiçara - Não fale em pressa, correria e nem em congestionamentos nas vilas caiçaras da Ilha. Nada disso existe nesses recantos ornamentados pelas matas nativas, fauna, flora, peixes e mares de dentro e de fora. Nas Vilas caiçaras da Ilha, pulsa a vida.  Os moradores gostam de recepcionar os turistas, conversar e, sem dúvida, afirmar que não trocariam esse modo de vida por nada desse mundo. De Norte a Sul da Ilha, as vilas caiçaras representam importante patrimônio cultural.

A população da Ilha está estimada em dez mil habitantes, mas na alta temporada, entre os meses de dezembro a fevereiro, a população flutuante chega a 600 mil pessoas.  A Ilha oferece ampla rede hoteleira e uma intensa agenda de eventos o ano inteiro, além de contrastes entre a badalação dos centros urbanos e a simplicidade das vilas caiçaras. Seja qual for a sua praia, a Ilha Comprida agrada a todos.

Denominações

A Ilha Comprida, ao longo de sua história, recebeu diversas denominações: Ilha do Mar, Ilha do Mar Pequeno, Ilha Grande da Costa do Mar, Ilha do Candapuí e Ilha Branca. Ilha Comprida é como foi batizada por seu extenso comprimento e largura reduzida. Não se tem conhecimento de dados oficiais que detalhem com exatidão a data do batismo.

Geografia

Possui uma área de 192,09 km².[1] e seu nome se deve à sua característica peculiar de seu território ter uma extensão muito maior que a largura - 74 km de extensão e, no máximo, 4 km de largura em alguns pontos. A Ilha Comprida é uma das últimas áreas remanescentes da Mata Atlântica e um dos últimos ecossistemas não poluídos do litoral brasileiro. Faz parte do Complexo Estuário Lagunar de Iguape - Paranaguá, que constitui um dos maiores viveiros de peixe e crustáceos do Atlântico Sul. Por possuir importância ambiental, a Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura (UNESCO), a incluiu como Reserva da Biosfera do Planeta. O município que tem 100% de seu território - 252 quilômetros quadrados -, incluído em Área de Proteção Ambiental, desenvolve ações estruturais para se transformar em Cidade Modelo do Turismo Sustentável.

As dunas de Ilha Comprida se espalham ao longo da orla nas proximidades do Mar Pequeno.